terça-feira, 18 de março de 2014

Quanto ao que se deseja e espera


Podemos ser facilmente enganados por paixão, achando que era amor. Sabe porquê? Porque em nossa alma ainda existe inocência e sempre existirá. Nossa alma é uma profundeza que só nós temos o alcance, e cabe somente a nós a permissão de algo ruim.

Nossa alma é o que ainda nos resta para um resgate interior, porque nós mesmos corrompemos nossa carne por tolices, por achismos, por soberbas e somos enganados facilmente por um "bem" que nos toca mesmo se for mentira, porque o nosso interior clama por um toque de amor. Por isso é fácil ser profundo e é difícil ser superficial, pensa que é fácil ser superficial? Não mesmo!
Viver na superficialidade tem seu preço e seu engano e isso sobrecarrega nosso profundo interior, onde o belo ainda existe...
Não só a mentira de amor, mas qualquer 'bem' que o outro nos prometa e não cumpra. Tomemos cuidado com que se tanto deseja! Sim! É dessa maneira que  ficamos vulneráveis á enganações de afeto e por isso sofremos, não se está livre disso mas podemos evitar ou devemos evitar o máximo. As vezes deixamos o desejo se tornar desespero e com essa brecha atraímos a falsidade, do que era pra ser verdadeiro. A necessidade de fazer algo bom para nos sentirmos bem, vem da alma que sempre necessita de algo bonito para manter no nosso coração o melhor possível. Façamos dos nossos desejos sementes, plantando com inteligência para uma colheita positiva ao invés de colher migalhas do "bem" de alguém.
Falei superficialmente.