domingo, 8 de dezembro de 2013

No escuro da noite

Noite escura e silêncio, que cura,
Cura a mente que borbulha de tanto que se culpa
Das noites em claro, que mesmo com efeitos de sobriedade,
nunca disse a verdade.
Que verdade seja dita, depende do ponto de vista.
Mais no escuro da noite sempre vem a paz ou o medo,
medo de talvez amanhã não puder viver mais uma noite.